É importante dar voz aos colaboradores… e ouvidos também

Ontem vi uma postagem, navegando pelo LinkedIn, em que foi comentado o fato de que alguns influenciadores não respondem aos comentários que surgem em suas postagens.

Se pararmos para pensar, não é diferente do que a maioria das empresas fazem… não interagem com seus colaboradores. Já reparou que as pessoas postam suas experiências pessoais com as empresas em que trabalham, mas praticamente nunca há uma interação delas com seus colaboradores? Se um cliente faz isso, normalmente recebe algum tipo de interação, porém não acontece exatamente assim com colaboradores.

Talvez isso não faça parte da estratégia de comunicação, mas com certeza é uma ação que fomenta engajamento. Algo simples como esse tipo de interação pode fazer um profissional se sentir realmente parte da estratégia da empresa, se sentir importante de alguma forma.

Alguém poderia dizer que não tem tempo e tão pouco recursos para monitorar empregados nas redes sociais, mas a solução é simples, basta dar a mesma atenção que é dada ao público externo. Pode se criar um hashtag específica e que pode ser monitorada, por exemplo. As soluções existem, basta por em prática.

Agora, vamos ver esse quadro um pouco mais de perto. Essa falta de interação acontece no dia-a-dia, dentro do ambiente de trabalho. A falta de comunicação, ou a falha, entre o gestor e os colaboradores causa a desmotivação.

Quando se dá a oportunidade do colaborador expor o que pensa em redes sociais ou caixas de sugestões, com sugestões e críticas, tem que haver interação real por parte da empresa, caso o contrário serão apenas registros.

Para realmente dar voz aos colaboradores tem que haver interação, com a empresa escutando o que se tem a ser dito e dar um retorno, que não precisa ser necessariamente em forma de gratificação. Estamos falando de relacionamento e para isso é necessário diálogo. Esse diálogo tem acontecer em todos os momentos em que há contato entre colaborador e empresa, e com a tecnologia isso rompe as fronteiras físicas organizacionais e chega às redes sociais.

O gestor é o meio mais importante para se comunicar e interagir com as equipes, porém não é o único, afinal a relação continua após o expediente. Quando se consegue um engajamento em que a pessoa gosta do que faz e se torna um promotor espontâneo, ela quer dividir isso e as redes sociais são a ferramenta ideal. Sendo assim, a empresa tem que encontrar estratégias para fazer esse relacionamento funcionar.

Quais estratégias usar? Bom, essa é uma reflexão que devemos fazer e por em prática. E você, já começou a pensar nisso?

About the author: inovadoramente

Leave a Reply

Your email address will not be published.